Lifestyle Bem Estar
13/10/2017 Redação Hábitos do dia a dia além de quebrar os fios evitam o crescimento e trazem o aspecto ressecado

Tratar, lavar e hidratar são preocupações de quem cuida dos fios constantemente e quer ter um cabelo saudável. O caminho para conquistar um cabelo com visual cinematográfico merece dedicação, já que as madeixas demandam tempo e atenção. Mas, se apesar de todos os cuidados as pontas espigadas insistem em aparecer, assim como o frizz, podem ser sinais de quebra capilar.

“Existem várias coisas que podem acarretar a quebra, desde prender o cabelo com um acessório não indicado, até não proteger os fios quando se utiliza o secador ou a chapinha”, explica Lidiane Cotta, gerente da Miranda Distribuidora, representante da Vitiss Cosméticos em Pernambuco. Manter a hidratação em dia também ajuda a evitar o caso, já que a hidratação fortalece os fios para que não fiquem fragilizados demais, a ponto da fibra capilar acabar se partindo.Outros motivos também podem ser atribuídos, como a água muito quente no banho, que resseca bastante os fios e prender as madeixas molhadas.

Outro grande motivo que também causa a quebra é o excesso de químicas capilares, como tintura e progressivas. A química altera a estrutura do fio, causando o enfraquecimento e os tornando frágeis, até a quebra. “A queratina é o produto mais indicado para um cabelo quimicamente tratado, já que age como uma 'argamassa' que preenche todas as falhas do fio, tornando-o mais forte e saudável”, diz Lidiane Cotta.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS