Lifestyle Entretenimento
25/04/2016 Julia Marreto Mitos sobre a relação sexual que muita gente acredita até hoje

Mais gostoso que falar de sexo, só fazer. Infelizmente não podemos fazer a qualquer hora ou lugar, é importante ter responsabilidade e respeito consigo e com o outro. Tornando assim o sexo agradável e saudável para todos. Quando se trata do fazer sexual muita gente ainda acredita que existe segredos, regras e, na verdade, o que acontece são alguns macetes e experiências.

Hoje a abertura que possuímos para discutir sobre o assunto é muito maior que apenas há 10 anos atrás. Ainda existem certos pudores, mas é necessário que se tenha bom senso e conhecimento, de preferência científico, nada muito aprofundado, mas o básico de algumas aulas de biologia nos tiram da ignorância e nos permitem ter uma vida sexual ativa com muito mais saúde.

O problema é que muita gente ainda acredita em historinhas e crenças culturais, que são passadas de geração para geração. E nem sempre esses conhecimentos são verdadeiros. Por isso, é preciso que saibamos bem o que é mito e o que verdade. Quebrar tabus e ser feliz da melhor maneira possível.

1. Tamanho é documento

1.

Talvez o mito mais conhecido por todos e o mais difícil de ser quebrado. Nesse caso o que está em jogo é o saber dar e receber prazer, para isso só é preciso aprender como trabalhar com o que tem.

2. Mulher não sente prazer

2

Blasfêmia! Acreditem ou não muitas pessoas acreditam nessa besteira, inclusive as próprias mulheres. O corpo da mulher tem mais zonas erógenas do que ela própria é capaz de conhecer, nesse caso, o aconselhável é que ela tente explorar cada vez mais ela mesma, sem medos e sem receios.

3. Um preservativo não protege

3.

Poxa, fala sério. Claro que não é 100% seguro, mas é 98%. É um dos métodos mais indicados pelos médicos e especialistas. São testadas em torno de 315 vezes. A grande questão é saber manuseá-la e a hora certa de colocar e tirar. Da mesma forma que é preciso saber que ela não deve ser usada mais de uma vez.

4. Brinquedos sexuais

4.

Muito utilizado principalmente pelas mulheres. Algumas tendem a ser recatadas e por vergonha não compartilham com o companheiro seus desejos sexuais. O que é um grande equívoco, pois não pode haver melhor parceiro para realizá-los do que a pessoa com quem você está. E se isso quer dizer usar brinquedinhos, seja feliz e vá com vontade.

5. Mulher não gosta de pornografia

5.

Realmente, algumas não, mas nem todas. Na verdade, pesquisas apontam que as mulheres brasileiras são as que mais assistem pornografia. Elas buscam situações que reflitam o prazer feminino. Essa história de que só homem se excita pelo visual é bobagem, cada um tem suas características específicas de sentir prazer.

 

6. Masturbação

6.

Outro tabu que deve ser imediatamente quebrado, pois além de satisfazer a pessoa, é uma maneira de se auto conhecer e faz bem pra saúde. A forma de se masturbar também depende de cada um, alguns preferem videos, outros fotos, outros precisam apenas da imaginação. Além de ser extremamente útil na educação dos jovens, pois assim eles se sentem com mais liberdade para conversar com pais e amigos sobre o assunto, evitando assim, problemas como DSTs e gravidez indesejada.

7. Pessoas idosas não fazem sexo

7.

A questão do sexo passou de um simples ato de reprodução para uma fonte de prazer, independentemente da idade. A sociedade ainda mantém certos preconceitos e pressão em relação aos homens, de que não podem falhar e as mulheres, de que devem ser jovens e bonitas. Blé! Coisa do passado, tenha em mente que sexo é um ato extremamente saudável e deve ser praticado (com responsabilidade). Então, se um dia você encontrar seus pais ou avós dando uns amassos, deixem os velhinhos serem felizes.

8. Sexo na água quente não engravida

8.

Mentira. Engravida sim! Seja quente, fria, de mar ou de piscina, não interessa, porque o corpo feminino é programado para reter o maior número possível de sêmen. Isso quer dizer que mesmo na água a probabilidade de engravidar é a mesma, assim como de contrair qualquer tipo de doenças. E ainda há o risco de entrar água no canal vaginal, fazendo com que bactérias possam se instalar causando sérios riscos à saúde.

9. Engolir esperma faz mal

9.

Não é verdade, o sêmen masculino é um misto de frutose, proteínas, espermatozoides e alguns ácidos. Sendo assim, a probabilidade de fazer mal é quase nula. O único problema é quando o parceiro possui alguma doença sexualmente transmissível. Por outro lado engolir esperma faz muito bem para o humor, pois contém testosterona e estrogênio que haje no corpo como um anti depressivo natural. Com exceção do sabor não muito agradável, que depende da alimentação do homem, é uma questão de gosto.

10. Sexo durante a gravidez machuca o feto

[url=file_search.php?action=file&lightboxID=312777][img]http://www.pascalgenest.com/istock/seriesImages/banners_featuredImages.gif[/img][/url] [url=file_search.php?action=file&lightboxID=312798][img]http://www.pascalgenest.com/istock/seriesImages/banners_women.jpg[/img][/url] abdomen of a pregnant woman

Gravidez não é doença, sendo assim o corpo da mulher, na maioria dos casos, está em perfeitas condições. O que não impede em momento algum que aconteçam relações sexuais durante a gravidez. O que pode acontecer são apenas alguns sintomas normais da gravidez que acabam influenciando na libido da mulher. Mas acreditar que possa ocorrer um aborto ou machucar o bebê é um pensamento retrógrado e errôneo.

 Ainda acham que não é preciso conversar sobre esses mitos e tentar fazer com que desapareçam? Lembram de mais algum que não mencionamos? Comente com a gente!

 

Via Fatos Desconhecidos

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Baladas Pepper | Pepper | Editoria Baladas Pepper