Lifestyle Tecnologia
00/00/0000 No Brasil, cientista alemão recebe notícia sobre o prêmio Nobel de Química

Foi na capital pernambucana que o cientista Stefan Hell recebeu a notícia de que era um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Química, nesta manhã de quarta-feira (8/10). Ele se preparava para participar do 3º Workshop Internacional sobre Fundamentos da Interação Luz-Matéria, que ocorre em Recife, quando recebeu a notícia por meio de uma ligação da esposa dele. O alemão está no país desde o domingo (12/8) e deve voltar ainda hoje para os Estados Unidos.

Além de Hell foram premiados dois americanos, Eric Betzig e William Moerner, por trabalhos para criar um microscópio de alta resolução que permite estudar os tecidos moleculares. Os três cientistas recebem o prêmio pelo \"desenvolvimento da microscopia de fluorescência de alta resolução\", a chamada nanoscopia, anunciou o júri. \"Durante muitos anos, microscopia viveu com uma suposta limitação: o fato de que nuca seria possível obter uma resolução melhor que a metade da longitude de ondulação da luz\", destacou o júri.

O limite de 0,2 nanômetro (0,2 bilionésima parte de um metro) foi definido pelo alemão Ernst Abbe em 1873. Porém, mais de um século depois, o avanço da ciência permitiu superar a barreira. \"Com a ajuda da moléculas fluorescentes, os vencedores do Nobel de Química 2014 superaram a limitação com engenhosidade. Seu trabalho pioneiro levou microscopia óptica à dimensão nanométrica\", destaca o Comitê.

As pesquisas premiadas foram concluídas nos últimos anos. Stefan Hell, de 51 anos, diretor de dois prestigiosos institutos de pesquisas na Alemanha (em química e oncologia), apresentou no ano 2000 a técnica de microscopia de alta resolução STED (Stimulated Emission Depletion). Eric Betzig, de 54 anos, e William Moerner, de 61 anos, criaram, cada um de maneira separada, microscopia monomolecular (\"single-molecule microscopy\").

Os vencedores receberão o prêmio em 10 de dezembro em Estocolmo. Eles dividirão oito milhões de coroas suecas (1,1 milhão de dólares). O trio sucede o austro-americano Martin Karplus, o britânico-americano Michael Levitt e o israelense-americano Arieh Warshel, premiados em 2013 por trabalhos sobre a modelagem informática das reações químicas.

Fonte: Correio Braziliense 

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Baladas Pepper | Pepper | Editoria Baladas Pepper