Cultura Diversão e Arte
28/01/2020 O TikTok e o LinkedIn vão bombar em 2020
Está bem, já sei que o seu aplicativo preferido é o Instagram. Mas pare para ler este artigo e pense no futuro. TikTok e LinkedIn são as mídias que vão bombar em 2020.
 
Antes de mais nada eu pergunto para você: já baixou esses aplicativos no seu smartphone? Já criou sua conta? Se mesmo após minha indicação você ainda relutou para instalar os aplicativos, tenho certeza de que irei te convencer a usar ou pelo menos, dar aquela espiadinha no que está acontecendo nesse universo. Vamos começar pelo TikTok?
 
TikTok está chegando com força total
O aplicativo de vídeo simplesmente foi o segundo mais baixado em 2019, atrás apenas do WhatsApp, e alcançou mais de 738 milhões de downloads no ano passado no mundo. O aplicativo chinês ultrapassou o Instagram e o Facebook, que chegaram a ocupar a quarta e quinta colocação respectivamente. 
 
A pesquisa realizada pela Sensor Tower, identificou que as instalações do TikTok, em 2019, representaram 44% dos 1,65 bilhões de downloads. Tenho uma leve impressão de que nosso glorioso Mark Zuckerberg esteja mexendo seus pauzinhos para uma aquisição, mas por ora o que sei é que ele anda criticando a performance de segurança do TikTok, comparando com seus produtos que possuem fortes proteções de criptografia e privacidade. Enfim, acompanharemos a evolução deste assunto juntos. 
 
Veja a lista dos aplicativos mais baixados em 2019, segundo a Sensor Tower: 
 
1. WhatsApp 
2. TikTok
3. Facebook Messenger
4. Facebook
5. Instagram
6. Likee
7. SHAREit
8. Youtube
9. Snapchat
10. Netflix
 
Vamos ver juntos mais alguns dados para concluirmos a seguir:
 
O TikTok tem mais de 500 milhões de usuários ativos no mundo, segundo DATAREPORTAL, 2019. De toda essa galera, foi identificado que 44% são mulheres e 56% são homens, segundo APP APE LAB. E 41% têm idade entre 16 e 24 anos, segundo GLOBALINDEX, 2019. Além disso, os usuários gastam em média 52 minutos por dia no aplicativo, segundo BUSINESSOFAPPS, 2019. Ele está presente em 152 países e disponível em 75 idiomas, segundo APPTRACE, 2019. Por fim, mais de 1 bilhão de vídeos foram vistos todos os dias no ano passado. 
 
Então, por que eu devo entrar no TikTok?
De acordo com os números, eu acredito que esse cenário como um grande oceano azul com muita oportunidade para as marcas. Hoje em dia, os usuários publicam muitos vídeos de comédia, edições inusitadas e comportamentos curiosos... muita brincadeira, pois não sabem bem como se comportar ainda. De repente, esta pode ser uma enorme possibilidade de você e sua empresa começarem a navegar por estas águas e desvendarem as terras habitáveis e prósperas, agora que está tudo no início. Com a entrada de várias marcas no Instagram, é muito provável que o público em geral migre para um lugar que ainda não foi invadido por elas. Além de que as pessoas estão consumindo cada vez mais vídeos do que imagens estáticas. Logo mais, o Instagram poderá parecer algo muito “duro”, sem movimento, entendem o que quero dizer? O TikTok é puramente vídeo.
 
Converso com muita gente e o aplicativo tem agradado, pois tem a possibilidade de colocar música pelo próprio APP (já disponível a todos os usuários). Por exemplo, no meu Insta até hoje não liberaram a opção de música nos meus Stories. E no TikTok, é no próprio post esta possibilidade. Demais, não é? Por fim, os gestores devem olhar para nova geração como potenciais futuros clientes, e fortalecer a imagem de suas marcas para com este público. E onde eles estão…
 
LinkedIn, é a bola da vez
O LinkedIn já é um velho conhecido de vocês, seu lançamento ocorreu em 2003, com objetivo de gerar relações estritamente profissionais entre seus usuários. O intuito do aplicativo era que todos pudessem acessar seu histórico de carreira, formações, cursos, enfim… Seu currículo! E manter contato com pessoas de acordo com seus interesses profissionais.
 
Vamos a alguns números:
Em setembro de 2019, no Brasil, atingimos o número de 12,5 milhões de desempregados, segundo IBGE. O Instituto também apontou que 38,8 milhões de brasileiros estão na informalidade. 
 
O Brasil ocupa a quarta posição no mundo em número de usuários no LinkedIn, segundo estudo da própria empresa neste 2020:
 
1.     Estados Unidos com 165 milhões
2.     Índia com 62 milhões
3.     China com 48 milhões
4.     Brasil com 40 milhões
5.     Reino Unido com 27 milhões
6.     França com 19 milhões
7.     Canadá com 16 milhões
8.     Indonésia com 14 milhões
9.     Itália com 13 milhões
10. México, também com 13 milhões
 
40% dos 660 milhões de usuários ativos no LinkedIn, usam a plataforma diariamente. A divisão de gênero está em 43% de mulheres e 57% de homens, segundo LinkedIn, 2019. (similar ao TikTok este dado, não?)
 
No mundo, mais de 30 milhões de empresas têm presença no LinkedIn, segundo a empresa. Os usuários gastam em média 7 minutos por sessão e uma média de 10 minutos por dia, segundo ALEXA, 2020. 45% dos leitores dos artigos do LinkedIn estão em posições altas, como C-Level, Gerentes, VPs e Diretores.
 
Por fim, o LinkedIn foi considerado a mídia social com melhor geração de leads qualificados (2,74%), sendo 4 vezes maior que o Twitter (0,61%) e em segundo lugar o Facebook (0,77%), de acordo com a taxa de conversão de visitantes versus leads, segundo estudo da HUBSPOT com 5.198 negócios.
 
Mas por que só agora o LinkedIn vai bombar no Brasil? 
Vivemos uma onda de empreendedorismo no Brasil e a necessidade de se conectar com pessoas com o mesmo interesse profissional cresce alucinadamente. Além disso, o alto índice de desemprego, faz com que as pessoas entrem para atualizar seus currículos e buscar, não somente vagas e oportunidades, mas também para informação e qualificação. Contudo, a interrelação profissional está em expansão, e as marcas começam a se aproveitar disso para mostrar projetos sustentáveis, realizações, gratificações e sucesso com endomarketing. Profissionais de vendas em mercados B2B, utilizam desta ferramenta para chegar a outros profissionais de empresas que querem atuar. Por isso, tenha sempre seu perfil atualizado na rede e comece a utilizar com mais frequência. Segundo o próprio LinkedIn, tendo seu perfil completo, você ganha: 21 vezes mais visualizações no perfil; 36 vezes mais mensagens; 9x mais pedidos de conexão.
 
Portanto, não perca mais tempo e corra para conhecer melhor esses aplicativos. 
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação