Cultura Diversão e Arte
20/02/2018 Redação Oficina Tristão e Isolda, a materialização do texto Depois de dois anos buscando patrocínio para montar sua versão de Tristão e Isolda, sendo duas vezes frustrado no FAC por pontuação, James Fensterseifer resolveu lançar a encenação de sua dramaturgia como uma oficina de interpretação e montagem.
Foto: Emília Silberstein

Com longa experiência teatral – tendo,inclusive, atuado constantemente como produtor e iluminador – o diretor e dramaturgo James Fensterseifer está promovendo sua primeira oficina de interpretação e montagem. No evento, que seguirá uma metodologia desenvolvida pelo próprio diretor, os alunos serão conduzidos pela montagem de sua mais recente dramaturgia. Sua intenção é oferecer aos participantes uma incursão por seu método de encenação de um espetáculo.

Para tal, foi escolhida sua adaptação de Tristão e Isolda: lenda medieval, que apresenta o mito do amor romântico. Trata-se de uma história de amor desautorizado. Um conto de aventuras, intrigas, morte e redenção, que já serviu de inspiração para diversas peças, óperas, esculturas e pinturas ao longo dos tempos. No ocidente, Tristão e Isolda foi a primeira história a lidar com o amor romântico, sendo considerada, portanto, como a fonte na qual se baseou toda a literatura romântica, desde Romeu e Julieta até as histórias de amor hoje em cartaz nos cinemas.

A oficina, que é voltada para atrizes e atores já com alguma experiência em interpretação, será ministrada pelo próprio James Fensterseifer, cujo trabalho de pesquisa e encenação de temas medievais (entre outros textos, ele montou a trilogia Os Antepassados, de ítalo Calvino), já lhe rendeu montagens premiadas. Além disso, seu método textocentrista (encenação a serviço do texto) – que busca a encarnação da alma e a conquista da voz da personagem existente no próprio texto escrito – é raro e muito eficaz em transpor os clássicos da literatura para o palco contemporâneo. 

SERVIÇO:

Oficina: Tristão e Isolda - A Materialização Do Texto

Orientador: James Fensterseifer

Metodologia: exercícios cênicos, estudo do texto e ensaios de estruturação de cenas.

  •   Aquecimento Corporal e Vocal;
  •   Presença, Atitude e Imaginação Cênica;
  •   Texto (estudo: voz, intenções, ações);
  •   Improvisação e jogo;
  •   Interpretação e Composição das Cenas; e
  •   Montagem do espetáculo.

Resultado: Composição dos personagens e relação entre eles e montagem do espetáculo.

Público: Atores e atrizes, com alguma experiência em interpretação, interessados em vivenciar a transposição de um clássico da literatura para o palco.

Local: Casa dos 4 (SCLRN 708, Bloco F, Loja 42).

Duração: de 05 de março a 11 de julho de 2018.

Dias e horários: segundas e quartas, das 19h30 às 22h.

Apresentações e ensaio geral: 12, 13, 14 e 15 de julho.

Informações e Inscriçõesdesvioproducoes@gmail.com / 98425-6885 (Desvio Produções).

Investimento:

  •   Total à vista: R$850,00, no ato da matrícula;
  •   Total parcelado no boleto bancário: R$940,00: 4x de R$235,00, 1º no ato da matrícula + 3 com vencimento até o dia 20 de cada mês;
  •   Total parcelado no cartão de crédito: R$960,00: 4x de R$240,00 (duzentos e quarenta reais), no ato da matrícula. 

Sobre James Fensterseifer

James Fensterseifer é diretor de teatro, dramaturgo, produtor cultural e light designer. Destaca-se como um dos precursores do movimento cultural de Brasília-DF, que teve seu início nos anos 80. É um dos criadores do projeto Jogo de Cena, um dos mais tradicionais eventos culturais do Distrito Federal.

Em 2001, iniciou a Cia Brasilienses de Teatro, na qual começou sua carreira como dramaturgo e diretor teatral. Com a companhia, desenvolveu um trabalho de pesquisa, baseado na transposição de clássicos da literatura para os palcos, construindo uma dramaturgia que renovou a cena teatral brasiliense.

Adaptou para o teatro, construindo a dramaturgia e encenando, os romances: O Barão nas Árvores, O Visconde Partido ao Meio e O Cavaleiro Inexistentes de Ítalo Calvino; A Hora da Estrela de Clarice Lispector; Como Me Tornei Estúpido de Martin Page; Academia de Inquietud de Mário Kuperman; Uma Criatura Dócil de Fiodor Dostoievski; entre outros.

Em 2012, com seu texto Entrevista com Ele, ganhou o Prêmio SESC Candango do Teatro Brasiliense de melhor dramaturgia.

Em 2017, foi professor de Direção Teatral na faculdade Dulcina de Moraes.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
beylikdüzü evden eve nakliyat sarıyer evden eve nakliyat ataköy evden eve nakliyat şişli evden eve nakliyat