Cultura Lazer
30/01/2019 correio Braziliense Para não ter mais desculpas para passear : ALUGUEL DE BICICLETA Empresa Yellow chega a Brasília com serviço de aluguel de bicicletas
correio Braziliense
correio Braziliense
"Iniciativa, que oferece também o compartilhamento de patinetes elétricos, começa a funcionar nesta terça-feira (29/1) em todo o Plano Piloto e Águas Claras"

        Os fundadores do aplicativo de transporte urbano 99 chegam a Brasília nesta terça-feira (29/1) com a Yellow, empresa que oferece o aluguel de bicicletas e patinetes elétricos.

Diferente da iniciativa +Bike - parceria entre o Governo do Distrito Federal e as empresas Serttel e Mobilicidade -, a Yellow oferece o serviço dockless, ou seja, sem estação ou local específico para a retirada e devolução das bikes.
 
Área de atuação abrange parte do Plano Piloto(foto: Reprodução/Yellow)
Área de atuação abrange parte do Plano Piloto(foto: Reprodução/Yellow)
Em um primeiro momento, os serviços serão oferecidos no Plano Piloto e em Águas Claras. Trata-de de uma área de 19 km² em que as 350 bicicletas e 50 patinetes elétricos podem circular. "Brasília tem um potencial para 5 mil bicicletas, é um mercado grande. Queremos expandir a área e a quantidade (de bicicletas) paulatinamente, chegando a Taguatinga, Ceilândia e Sudoeste nas próximas fases", comenta João Sabino, diretor de relações governamentais da Yellow. 
 
A escolha de Brasília como a oitava cidade a receber as bikes passou por algumas considerações. "As bicicletas podem ser utilizadas para o lazer, pela quantidade de parques que a cidade tem ou até mesmo no Eixão do Lazer. Mas apostamos que ela seja utilizada como integração entre os modais do transporte, que uma pessoa pegue a bicicleta para ir até a estação do metrô ou ponto de ônibus", explica Sabino.

Águas Claras é a única cidade satélite a receber o serviço, neste primeiro momento(foto: Reprodução/Yellow)

Aluguel e retirada

 
     Toda a comunicação entre o usuário e a Yellow se dará por meio de aplicativo, disponível nas plataformas IOS e Android. É por meio dele que o brasiliense fará a leitura do código QR, exposto atrás do banco da bicicleta ou no patinete, para o desbloqueio do serviço.
 
      Para quem for usar a bicicleta, o preço será de R$ 1,50 a cada 10 minutos de uso; para o usuário do patinete, o desbloqueio do serviço custa R$ 3,50, preço acrescido a R$ 0,50 a cada minuto de uso do aparelho.
 
       A oferta das bicicletas não será interrompida, funcionando 24h por dia. Ao término da utilização, a bike terá de ser deixada em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow, em locias ondo o estacionamente de bicicletas é permitido.
 
       "Em São Paulo, conseguimos reservar para a Yellow 400 vagas de estacionamento pela cidade. Em Brasília, vamos aperfeiçoar os procedimentos de compartilhamento conforme o tempo passar", conta Sabino.
 
       O patinete estará disponível todos os dias da semana, das 8h às 20h. Na primeira hora, todos os patinetes estarão em um dos 40 pontos parceiros da Yellow pela cidade.
 

Logística contra vandalismo

       A Yellow acredita que é impossível zerar os casos de vandalismo contra as bicicletas e patinetes, mas conta que conseguirá reduzir o vandalismo no DF com algumas estratégias.
 
      "Todas as bicicletas disponibilizadas por nós foram construídas pela Yellow e os equipamentos da bike só servem em bicicletas do nosso modelo. Ou seja, não adianta ninguém pegar o guidom ou o banco porque não conseguirá colocar em outra bicicleta", afirma Sabino.
 
      Além disso, todos os equipamentos da Yellow contam com GPS que mostram a localização atual das bicicletas e patinetes. Assim, os "Guardiões Yellow" - assim chamados os fiscais dos aparelhos da empresa - conseguem identificar onde estão todas as bikes da empresa.
 
       ''O que tem se mostrado muito efetivo também tem sido o nosso trabalho nas comunidades mais carentes. A conscientização tem reduzido muito os casos de vandalismo nas demais cidades. Contratamos também como fiscais da empresa as pessoas da cidade, então se cria um vínculo da cidade com o serviço. Acreditamos que vamos reduzir os casos (de depredação) em Brasília.
 
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Baladas Pepper | Pepper | Editoria Baladas Pepper