Gastronomia Receitas do Mês
00/00/0000 Pimenta... Um toque mágico

Irresistível! Essa é a minha definição para esta especiaria admirada em todo o mundo. Colorida, viva, intensa, além de funcional é afrodisíaca, ativa memórias e sensações. Depois do sal, a pimenta é o ingrediente mais utilizado em todas as cozinhas do mundo. Na Flor de Sal ela é presente em quase todos os pratos.
É a alma da culinária brasileira, representante de nossa miscigenação. Quando Colombo chegou ao Brasil, pensando que chegava às Índias, viu nativos temperarem comida com picantes frutinhas: brancas, vermelhas, rosadas, verdes, amarelas. O genovês, leigo em botânica, achou que eram variedades da “especiaria das especiarias”. E as chamou pimentas. Mas não eram parentes da Piper nigrum, que dominava o mercado mundial das especiarias; pertenciam a outras duas das três famílias que nos presenteiam com frutinhos ardidos: solanáceas e anonáceas. Mas o termo pegou: ardeu, é pimenta.
E este é o ponto-chave: quando bem dosada a ardência provoca sensações incríveis. A capsaicina, presente no fruto, libera uma carga de endorfina do cérebro para o sistema nervoso central produzindo uma agradável sensação de bem-estar. Dependendo da quantidade consumida, esquenta o corpo, ruboriza a face e queima a boca. Nesses casos, esqueça a água, que apenas espalha o ardor, e tome um copo de leite.
Presente em quase todos os pratos na culinária brasileira, principalmente no nordeste, ela é soberana. Se for comer um acarajé na Bahia e a baiana te perguntar se quer quente ou frio, ela não está se referindo a temperatura do acarajé, mas da quantidade de pimenta.
Alimento funcional, a Capsicum contém muita vitamina A (boa para a pele, mucosa, dentes); e quatro vezes mais vitamina C (anti-infecção, cicatrizante) que a laranja. Antioxidante, adia a velhice. Tem flavonoide, previne câncer. A capsaicina, seu princípio ativo, fortalece a imunidade, previne reumatismo, doenças cardiovasculares. Ajuda a regular a pressão. Acelera o metabolismo, eleva temperatura. Você queima mais calorias, emagrece. E quanto mais ardida, mais capsaicina ela tem.
As variedades mais utilizadas são:


Malagueta: Uma das pimentas mais populares no País, é bastante ardida e indicada para pratos do dia a dia e receitas com carne de porco.É fundamental para os pratos afro-brasileiros da Bahia. Pode ser usada fresca, curtida e em molhos. Não é indicada para acompanhar peixes.

Dedo-de-moça: Entre as pimentas mais populares do Brasil, apresenta fruto fino, alongado e vermelho, que arde com moderação. Muito usada em conservas e também crua em algumas preparações. Pode ser utilizada fresca em sobremesa, curtida, seca ou em molho para acompanhar carnes.

Pimenta Cumari (Capsicum baccatum): Ardência: de 30.000 a 50.000 Scoville. Conhecida também pelos nomes de Cumbari e Comari, é encontrada apenas no Brasil e seu consumo vem crescendo ano a ano. É bastante popular no sudeste brasileiro, onde é colhida ainda verde, em tempo de evitar que os pássaros devorem seus pequenos e deliciosos frutos, de forma redonda e ovalada. Bastante empregada em molhos, cozidos e marinados.

Pimenta-de-bode: Parece uma pitanga, vermelha, laranja ou amarela. Grau médio de picância. Acompanha peixes, caldos e molhos.

Pimentas doces: Cambuci, aroeira vermelha, biquinho, pimenta americana, pimentões, não têm picância. Usadas geralmente como legume, temperando ou acompanhando pratos diversos.

Pimentas-de-cheiro: Alongadas, arredondadas, triangulares; frutos amarelos, alaranjados, vermelhos, pretos. Combinam melhor com as carnes brancas.

GELEIA DE PIMENTA
6 pimentas dedo-de-moça picadas sem sementes
1 maçã descascada e ralada no ralo grosso
1 xícara de açúcar
200ml de suco de laranja
2 dentes de alho descascados
1 pitada de sal
Em uma panela coloque todos os ingredientes e leve ao fogo médio por 20 minutos sem mexer
A geleia ganha consistência depois que esfria, então apague o fogo e observe a linda mudança que acontece
Retire os dentes de alho, transfira a geleia para um pote de vidro esterilizado e mantenha na geladeira


SOBRECOXA COM BRIE E GELEIA DE PIMENTA

\"width=215\"


Tempo de preparo: 10 minutos
Tempo de cocção: 35 minutos
Rendimento: 2 porções

Ingredientes:
2 sobrecoxas sem osso/pele
2 fatias de bacon
2 colheres (sopa) de queijo brie
2 colheres (chá) de geleia de pimenta
100 ml de vinho branco seco
2 colheres (sopa)de manteiga
2 colheres (chá) sal
1 cabeça de alho
Limpe as sobrecoxas e tempere com o sal, o alho e uma colher de vinho. Recheie cada sobrecoxa com uma colher de sopa de queijo brie e uma colher de chá de geleia de pimenta. Enrole as sobrecoxas com o bacon, se precisar use palitos de dente. Se preferir, use um papel filme para ajudar a embrulhar as sobrecoxas deixando-as um pouquinho na geladeira, para ficarem mais firmes.
Coloque as sobrecoxas recheadas em uma assadeira, sobreponha pedacinhos de manteiga e leve ao forno pré-aquecido a 240ºC por 10 minutos. Regue com o vinho e retorne ao forno por mais 25 minutos ou até estarem douradas. Vá pincelando com o líquido e mais manteiga durante esse tempo.
Na hora de servir, você pode cortá-las para que o recheio escorra, ou servi-las inteiras.
Acompanhe com uma farofinha ou salada de folhas novas. Bom apetite!


SERVIÇO

\"width=172\"

Flor de Sal Catering
Preparamos pratos da cozinha nacional e internacional para seu evento, além de uma linha de congelados caseiros e gourmet

Conheça o cardápio de natal em nosso site!
WWW.flordesalcatering.com.br
61 9308.8350-9243.6884
flordesal@flordesalcatering.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Vertical Veículos | Vertical Veículos | Vertical Veículos