Destaque Na Paraíba
28/03/2017 Jude Alves Quem é o verdadeiro vilão do lixo nas praias de João Pessoa?
Redação

Você é no mínimo sortudo, se caminhar pelas praias de João Pessoa e não se deparar com o lixo. Isso mesmo, a ex-capital do verde, perdeu o seu título pela quantidade de árvores, mas certamente também perderia pela quantidade de lixo abandonado nas praias.

Preguiça de deixar no cesto, falta de cestos ou falta de conscientização? A problematização é antiga e a explicação que mais se enquadra seria que as pessoas não se veem parte do ecossistema em que vivem.

Além do mal-estar que é se expor a um ambiente sujo, o lixo e o microlixo (partículas com menos de 5mm), já são uma verdadeira epidemia nas praias e nos oceanos. Podendo chegar a um número alarmante e irreversível em 2050, onde de acordo com a ONU, haverá mais plástico do que peixes nos mares. O microlixo também pode afetar diretamente o consumo humano, aparecendo junto a ingestão do sal, além de ser o responsável pela morte de milhares de animais, incluindo aves e peixes.

Além dos problemas ambientais, o lixo afeta diretamente o turismo em João Pessoa, mas essa atividade econômica não é vista só como mocinha não! Esses ‘visitantes’ também assumem o papel de vilão, quando deixam durante o verão uma enorme camada de resíduos nas praias, por falta de educação, de fiscalização e de um projeto de conscientização para a preservação ambiental na região.

Para evitar que o problema tome proporções maiores é necessário uma reeducação ambiental, direcionada tanto aos moradores, quanto aos turistas e visitantes. Porque continuar com esse tipo de comportamento classificado como absurdo e arcaico, em pleno século XXI, não dá!

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS