Cultura Diversão e Arte
22/02/2019 GLAMOUR.COM QUER SER DESTAQUE ? 5 dicas para curtir o carnaval sem agredir o meio-ambiente Fe Cortez, do Menos 1 Lixo, ensina diversas maneiras de você curtir os bloquinhos sendo mais sustentável
GLAMOUR.COM
GLAMOUR.COM

O assunto do Carnaval sustentável entrou na moda com a discussão sobre a purpurina, que ganhou força mesmo no ano passado. Em 2019, as marcas de glitter biodegradável triplicaram e já parece cafona optar por outras opções que não essas! Mas a época mais alegre do Brasil precisa de um olhar mais aprofundado: parece que a folia súbita dá permissão para a galera dispensar o consumo consciente e a autorresponsabilidade com os resíduos que geramos.

Em 2018, em Recife, 500 toneladas de lixo foram recolhidas pela prefeitura da cidade – 131 delas só no Galo da Madrugada, o mais tradicional, com 2,5 milhões de foliões. No Rio, foram 631 toneladas de lixo: 204 na Marquês de Sapucaí e 425 nos blocos de rua, e menos de 2% desse lixo era reciclável. O Carnaval campeão foi em Salvador, onde 1377 toneladas foram recolhidas das ruas da capital baiana. Ouch!

 
 
 

Acredite, você tem o poder de mudar o mundo em 2019 – e nós vamos te mostrar como
Separei meu lixo, então ele vai ser reciclado, né? Não necessariamente...
O capital é meu senhor e nada me faltará (mentira: vai faltar sim, e não só pra você)
 

A origem do carnaval pagão, da Antiguidade, remete à uma abundância de comida, bebida, alegria e subversão dos papéis sociais, mas lixo não cabe nessa equação. Para a abundância valer a pena, tem que ser pra todo mundo: do folião ao planeta Terra. Por isso mesmo, fiz uma listinha de 5 dicas para garantir que você faça a sua parte sem mistério!

1. Leva o copo pro bloco!
#LevaOCopoProBloco (Foto: Menos1Lixo / Divulgação)

A primeira dica não poderia ser outra, né? O Menos 1 Lixo lançou uma campanha no ano passado, estimulando a galera a não consumir descartáveis também durante o Carnaval: #LevaOCopoProBloco. Dá pra levar um copo de plástico reutilizável ou o do movimento mesmo, pendurado no pescoço, na cintura ou no bolso. Esse ano o Menos 1 Lixo até fez uma cordinha bem colorida para acompanhar a galera nessa missão. Mas seja como for, o importante é recusar qualquer descartável na folia!

2. Beba na latinha!

Você sabia que as long necks aqui no Brasil não são recicladas? Além do perigo de beber cerveja em vidro no Carnaval (quantas garrafinhas a gente vê no chão depois que o bloco passa?), é fundamental optar pelas latas, já que elas têm taxa de reciclagem de 98% e voltam para as prateleiras em até 60 dias depois de descartadas. A gente sabe que o consumo de bebidas é muito alto durante a folia e é importante escolher corretamente, já que a responsabilidade do pós consumo dessa embalagem é sua!

+ Pare de chupar (canudos)
+ Você já pensou sobre suas escolhas de consumo?
+ Apenas pare de usar canudos e copos de plástico -- e Fe Cortez vai te explicar por que

3. Quer brilhar? Vá de glitter biodegradável!
Carnaval: 14 marcas de glitter biodegradável para você brilhar  (Foto: Reprodução Instagram)

Purpurina é plástico! Não existe um sistema capaz de filtrar e impedir que elas sejam despejadas na rede de esgoto ou nos oceanos e é uma irresponsabilidade imensa continuar consumindo glitter sabendo do perigo que ela é para natureza. Como eu falei no início, hoje existem muitas marcas preocupadas com o brilho biodegradável, o que chamamos de bioglitter, feitos de agar-agar, mica e outros ingredientes que voltam pro ciclo da natureza de forma saudável e bem rapidinho.

4. Reinvente suas fantasias


Menos de 1% das roupas produzidas no mundo não são recicladas e 80% de todas elas são feitas de plástico. Para driblar esse problema no Carnaval, esquece aquela tradição de comprar tuuuuudo novo de novo. Nada é mais carnavalesco do que libertar a criatividade! Reaproveite fantasias antigas, use e abuse dos tecidos e apetrechos que você já tem em casa ou troque com os amigos. É só usar a imaginação!

+ Descubra a fantasia ideal para cada signo e arrase neste Carnaval!
+ Quer aderir ao desafio do armário cápsula? A gente te mostra como
+ Carnaval: 12 coisas que só quem ama (muito) bloquinhos entende

5. Xixi na rua não!

Eu nem acredito que ainda precisamos falar sobre isso em 2019, mas não faça xixi na rua! Sério! Fazer xixi na rua muda o PH do lugar e facilita a proliferação de bactérias, além de sujar um ambiente público e ser falta de educação. A cidade é sua, mesmo que você esteja viajando: o planeta é um só.

Se você tem mais dicas de como pular os bloquinhos sem gerar nenhum lixo, conta pra mim lá no Instagram!

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Baladas Pepper | Pepper | Editoria Baladas Pepper