Esporte Geral
05/07/2016 Mateus Fraga Queremos ver a Islândia em 2018

Não é a primeira vez que falamos da Islândia, um país com pouco mais de 300 mil habitantes que levou 10% da sua população para acompanhar a seleção de perto na França. No último jogo, nas quartas de final, contra os donos da casa, um balde de água fria na euforia islandesa. Quatro a zero só no primeiro tempo para os franceses e 5x2 no placar final. Porém o placar desse último jogo não traduz a passagem deles pela Eurocopa 2016. Passagem com direito a eliminar a Holanda na fase de classificação, terminar a fase de grupos a frente de Portugal e eliminar a Inglaterra nas oitavas. Nada mal para uma estreante em grandes competições.

E você se engana ao achar que os feitos dessa seleção param por aí, no último jogo foi flagrado na arquibancada ninguém mais ninguém menos do que o Presidente do País. Gudni Johannesson, Presidente da Islândia, foi convidado a ir assistir o jogo na tribuna de honra do estádio, ele aceitou? Não, disse que gostaria de assistir ao jogo juntamente com seus conterrâneos no fervor da arquibancada, e assim foi feito.

Gudni Johannesson Presidente Islandia Torcida Franca Euro-2016 03/07/2016

 

Após serem eliminados da competição o time foi recebido calorosamente pela população em Reikiavik, capital do país.

Seleção da Islândia é recebida com festa em Reikiavik (Foto: Reuters)

 

Em 2018 teremos a Copa do Mundo na Rússia, e seria um prazer para todos ver essa carismática seleção e essa empolgante torcida na Copa.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS