Destaque Curiosidades
18/02/2019 vix Se você não sente muito desejo sexual, deve investigar estes 10 problemas de saúde
vix
vix

Longe de ser uma questão patológica, a falta de libido na maioria das vezes está atrelada à forma como mulheres nutrem seus desejos sexuais. É uma fator muito singular que varia de pessoa para pessoa e que está relacionado também ao momento em que está vivendo. Contudo, quando há uma queda brusca de libido em uma mulher que normalmente tem bastante apetite sexual, é interessante observar quais as razões disso.

A diminuição ou até ausência de desejo sexual em uma mulher pode chegar a afetar sua saúde emocional e, consequentemente, sua qualidade de vida, chegando a um caso de disfunção sexual feminina.

Baixa libido feminina

Dra. Luciana Deister explica que a disfunção sexual ou a diminuição da libido feminina pode ocorrer devido a diversos fatores, sejam eles hormonais, bioquímicos, emocionais, por doenças ginecológicas ou até mesmo por questões anatômicas ou de relacionamento. Em geral, ela aponta que as principais causas são:

Possíveis causas para falta de libido

 

Estresse

Afeta não só o emocional, mas também nossos hormônios, em especial os sexuais.

Inflamação

Prejudica a atividade de muitos hormônios e neurotransmissores (como a serotonina e a melatonina). Apesar de ser mais comum observar algum grau de inflamação em mulheres com sobrepeso/obesidade, mulheres magras também podem estar inflamadas.

Poucas calorias, muito exercício

A mulher é mais sensível a dietas hipocalóricas, à fome e ao excesso de atividades físicas, cuja junção a médio e longo prazo também desequilibra nossos hormônios. Muitas vezes, só a adequação da dieta (maior densidade nutricional) já melhora a libido.

Dietas low-fat

Precisamos de colesterol para sintetizar muitos hormônios (em especial os sexuais) e vitaminas como D e E, que agem como antioxidantes e combatem a inflamação do corpo, melhorando a libido.

Hipotireoidismo

O corpo entra em modo de segurança, direcionando o pouco que há de energia para atividades essenciais (batimentos cardíacos, respiração, digestão) – e o sexo, por prazer ou reprodução, não seria a prioridade do nosso corpo nesse momento.

 

SOP

Por ser ocasionada por desequilíbrio hormonal, também afeta a libido. A mulher até produz mais testosterona, mas como a relação estrogênio/progesterona está desajustada também, a “testo extra” não melhora sua vida sexual.

Endometriose

Com tantos desconfortos físicos e dores durante a relação é compreensível não haver motivação sexual.

Anticoncepcionais hormonais

A introdução de hormônios sintéticos pode afetar a produção endógena dos hormônios sexuais.

Desequilíbrio estrogênio/progesterona:

Normalmente, eles se autorregulam ao longo do ciclo, mas isso pode ser afetado pelo nosso estilo de vida e anticoncepcionais hormonais.

Menopausa

Muitas mudanças hormonais e sintomas que afetam e muito a vida sexual feminina.

Anorgasmia

É a inibição recorrente ou persistente do orgasmo, mesmo depois de alguns ajustes com o parceiro ou parceira.

Atenção ao seu corpo

 

No entanto, seja qual for o motivo, jamais se automedique! Caso a libido baixa seja algo incômodo, fora do comum e que atrapalhe a sua vida, é importante procurar ajuda ginecológica.

Sexualidade e orgasmos femininos

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação Gislaine | Pizza Á Bessa |