Lifestyle Celebridades
00/00/0000 Snoop Dogg promete deixar letras machistas de lado

Famoso por descrever mulheres como objetos e frequentemente utilizar termos pejorativos para citá-las, em 2007, Snoop foi acusado pela apresentadora Oprah Winfrey de ser um dos principais cantores a promover esse tipo de discurso machista dentro do hip hop e, em janeiro desse ano, foi chamado por um juiz da Irlanda do Norte de “desgraçado misógino” durante um tribunal. Mas agora isso tudo é passado! Na entrevista, o rapper explicou sua mudança:

Com o tempo, eu me apaixonei pela minha esposa e comecei a amar minha mãe, minha avó e minha filha. Eu entendi o que uma mulher era e comecei a escrever e expressar isso. Eu estou mais sensível e mais vulnerável, escrevendo sabiamente e aceitando uma mulher por ser uma pessoa bonita, o oposto de dizer que ela é uma vadia ou uma prostituta.

E olha que ao longo de todo esse tempo o que mais deu para ouvir nas letras de Snoop Dogg foram as palavras “bitch” e “hoe”, termos para vadia e prostituta em inglês. O rapper é autor de músicas como “Bitch Please”, “A Bitch I Knew”, “I Don’t Need No Bitch” e “I Miss That Bitch”. Sem falar nos refrões que entoavam frases como “Which one of you bitches like me? Which one of you bitches, bitches!” (Quais de vocês, vadias, gostam de mim? Quais de vocês vadias, vadias!) e “All my bitches, all my hoes” (Todas as minhas vadias, todas as minhas prostitutas).

\"snoop-dogg-dqem\"

Surpreendentemente, no novo álbum “Bush”, lançado no começo de maio, o rapper só usou a palavrabitch em duas músicas e os versos nem eram cantados por ele! Uma está na música “Edibles”, na parte cantada por T.I e a outra na música “I’m Ya Dogg”, cantada por Rick Ross. Olha só! (Getty Images)

Porém, não pense que ele tem vergonha ou está arrependido do seu passado. Snoop afirmou que foi assim que ele foi treinado para agir e que não sabia o que estava fazendo. E, segundo ele, se você não sabe de algo, logo não tem culpa nenhuma sobre aquilo.

Porque foi assim que eu fui treinado quando eu comecei, então eu não me arrependo.

Bom, vamos esperar que a atitude de Snoop também contagie outros músicos e acabe de uma vez por todas com essa história de tratar as mulheres de forma vulgar e depreciativa. Enquanto isso, para provar que o cantor está falando sério, dá uma olhada no novo clipe da música “California Roll” com participação de Stevie Wonder, Pharrell Williams e nenhum “bitch” ou “hoe” nos versos.

 

 

 

Fonte: Pop

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação