Destaque Atuais
22/07/2020 Redação Vacina chinesa pode ser liberada em caráter emergencial no fim do ano Previsão é do novo secretário da Saúde do estado de São Paulo
Redação
Redação

Os testes com a Coronavac começaram ontem, 21, no Hospital das Clínicas, de São Paulo. Ao todo 9 mil pessoas participarão dos ensaios clínicos em 12 centros de pesquisas do país. Essa última fase de testes vai conferir a produção de anticorpos e a segurança do imunizante.

“Baseado nisso, se nos próximos 3 meses esse nível de anticorpos for elevado, e mais do que isso, mantiverem-se estabilizados, muito possivelmente os órgãos regulatórios como, por exemplo, a Anvisa, vai liberar de forma emergencial, e dessa forma, o primeiro grupo de pacientes já passaria a receber essa vacina. Talvez em dezembro mesmo ou possivelmente, muito possivelmente, já a partir de janeiro”, completou Gorinchteyn.

 


Testes na China

A Coronavac já foi submetida a testes em humanos na China. Ao todo, mais de 700 pessoas participaram das fases 1 e 2.

Agora, nessa última fase realizada no Brasil, espera-se verificar a eficácia, segurança e o potencial do medicamento para produção de imunidade contra a covid-19.

As pesquisas também serão realizadas na Universidade de Brasília (UnB), Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas de Fiocruz, no Rio de Janeiro, a Universidade Federal de Minas Gerais, Hospital São Lucas da PUC do Rio Grande do Sul e Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
                  
Gislaine | Pizza Á Bessa | AR YAPUANA | AR YAPUANA | Fármacia de Manipulação